Em 2009 o Instituto Glia conduziu o “Projeto Atenção Brasil, um retrato atual da criança e do adolescente Brasileiro” que representa um dos mais amplos estudos já realizados em nosso país com uma amostra de mais de 6 mil crianças e adolescentes de 87 cidades e 18 estados Brasileiros.

O Projeto Atenção Brasil teve como principais objetivos de estudo a investigação de fatores de risco e proteção em Saúde Mental e Desempenho Escolar e estudos de prevalência de cefaleias, bullying e Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade. Desde então, foram + de 30 publicações em periódicos internacionais indexados e de alto impacto.

Em 2013 e 2014 a equipe do Instituto Glia desenvolveu a primeira fase do Projeto Escola da Diversidade, “Decifrando Códigos da Educação em São Sebastião do Paraíso”. O estudo teve início com um amplo levantamento realizado através da aplicação de questionários aos pais e professores de 3.496 crianças do Ensino Fundamental I da rede pública da cidade de São Sebastião do Paraíso (MG).

Em uma segunda etapa, todos os professores da rede receberam curso de capacitação em desenvolvimento infantil, transtornos mentais e de aprendizagem na infância, cognição e funções executivas totalizando 60 horas de atividades presenciais. A partir desses dados foi possível capacitar os professores da rede em intervenções de inclusão escolar e validar escalas ecológicas de avaliação de funções executivas em crianças do Ensino Fundamental I.

A partir de 2016 a equipe do Instituto Glia iniciou a 2ª fase do Projeto Escola da Diversidade, “Decifrando Códigos da Educação em Delfinópolis: o Desafio da Canastra” onde foram avaliadas crianças e adolescentes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

Nessa fase foram validadas as escalas comportamentais e de funcionamento executivo, além da resiliência e análise de rede social, tudo com o objetivo de iniciar medidas de intervenção em casa e na escola. O Projeto encontra-se em fase de levantamento de recursos para sua continuidade.

Desde 2009, o Instituto Glia vem desenvolvendo novas tecnologias e metodologias em Neurociência da Educação que resultaram no Método Glia, um programa educacional em que conhecimentos científicos sobre o cérebro infantil viabilizam um desenvolvimento pleno e alto desempenho escolar com base em evidências científicas atuais, pesquisas populacionais e trinta anos de experiência clínica em desenvolvimento infantil, esse método representa uma valiosa e inédita ferramenta para a educação no século 21.